apenas...
"

Dia com uma pitada de dor.
O ardor que não se tem resposta.
O problema,
Que o culpado é VOCÊ.
Tudo é pelo que você fez.

Colhes chorando.
Não queres colher isso,
Se arrependeu logo após plantar.
Mas o que tem que fazer é apenas esperar.
O tempo é quem dita.

As decisões tomadas não podem ser refeitas.
Cada vez mais distante do teu objetivo estás.
Perdendo o mais precioso que poderias ter.
A preciosidade ainda esta com você,
Mas esta indo…

Acuda!

Mas como agir?
Algo tem que ser feito,
Mas você se mantem inerte.
Não sabe a direção à seguir.
Estático se mantem.

Se arrependimento matasse…
Pior é que não mata!
E você tem que conviver com isso.
Olhe para o alto e se entregue.
A unica opção é última.

"
-bueno.
"

Ah!
O amor própio.
A naturalidade.
A simplicidade.
A humildade.

Sim!
O jeito de olhar o mundo.
O jeito de se ver.
O jeito de ver o próximo.
Não colocar ninguém no pedestal.
É o desprezo pela beleza alheia
Pelo comum.
Somos todos humanos.

É!
O belo no outro.
É a alma.
É o espírito.
São as peculiariedades.
É a sintonização.
É o encaixe.

"
-Bueno.
"

Acho.


Quero ver.
De olhos fechados.
Contemplar.
Sentir.

Quero abri-los.
E nao me arrepender.
Ver o surreal.
Ver além do esperado.

Ouvir algo bom.
Um pedido sincero de perdão.
Ou quem sabe até.
Nao ter motivos para ouvi-lo.

Acho.
Que acho.
E quero.
Demais.

"
-Bueno.
"Ah, a simplicidade.
-
Os cabelos desgrenhados.
O rosto sem maquiagem.
Os olhos naturais ao ver o sol.
Os pés à vista, livres pra sentir o mundo.
Aquela menina que vive, que sente.
Que é livre, que liberta."
-bueno.